Por: Rita Ramos Cordeiro 

Cada vez em encanto mais com esta tão poderosa engrenagem chamada reencarnação que nos convoca a reajustes e acertos inadiáveis.

Não importa o tempo que leve, o reajuste e a convocação para nos tornarmos melhores a cada dia acontecem.

Muitas vezes não conseguimos compreender a direção que a vida ou nossas escolhas nos levam, mas nada foge aos desígnios Divinos.

Muitas reencarnações são cuidadosamente programadas, e outras nem tanto.

Outras tantas vezes reencarnamos, atraídos apenas pelas afinidades deste imenso Universo, para burilar nossas imperfeições em rumo a evolução.

Não importa a forma ou grupo que nos vinculamos em nossas diversas encarnações, o maior tesouro que a vida nos dá é a oportunidade de assimilar, vivenciar e colocar em prática todo o aprendizado que adquirimos, graças a abençoada ferramenta concedida por Deus, chamada livre arbítrio.

Que possamos sempre usar o livre arbítrio para o bem, caminhando lado a lado com irmãos do caminho que nos acompanham por longos e longos séculos.
Bendito véu do esquecimento que nos permite recomeçar e corrigir nossos erros, nos dando a oportunidade de amar quem em outras eras repudiamos, sem a lembrança da dor, do sofrimento, do remorso e da culpa.

Bendito véu do esquecimento que nos permite ampliar nossa família espiritual através do amor, do reajuste e da oportunidade de uma nova vida.

Que saibamos sempre ser gratos infinitamente a estes abençoados e veneráveis amigos espirituais, que nos acompanham em todas as nossas quedas, imperfeições, nos amparando, nos protegendo e nos guiando.

Que possamos um dia voltar ao nosso lar de origem, em paz, com a consciência tranquila, e com o sentimento de dever cumprido, pois, não a dúvida que Sempre é tempo de amar!

 

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA