Imagem: Pexels
Por: Rita Ramos Cordeiro

O maior aprendizado que obtive durante 10 anos a frente de uma Instituição Beneficente foi que a maioria das pessoas são bondosas e solidárias. Mesmo sem grandes recursos elas ajudam quem necessita.

Trabalhando na linha de frente aprendi que para manter uma Instituição Beneficente funcionando era preciso arregaçar as mangas, trabalhar e não ter vergonha de pedir ajuda. A ajuda sempre vinha, mas esta ajuda não era para a instituição, era para o atendimento dos usuários e assistidos que se beneficiariam de nosso trabalho.

Assim, seguíamos, pedindo e trabalhando, sempre sabendo que o NÃO já tínhamos, a luta era em busca do SIM.

Quando o ser humano precisa de ajuda seja material ou de outra ordem, dificilmente pede ajuda pelos mais diversos motivos e os principais são a vergonha, medo de ouvir um não, ou ser humilhado, e com isso, a maioria das pessoas necessitadas sofrem caladas.

Atualmente, todos nós sem exceção, passamos por momentos difíceis, porém, uns mais que os outros.

As pessoas confinadas em casa e os patrões deram férias coletivas ou infelizmente muitos foram despedidas.

Sendo assim, este é o momento de união e solidariedade. É o momento de olhar além do caos.

É o momento de olhar a nossa volta, bem pertinho de nós, estender nossos olhares para nossos parentes desempregados, depois nossos vizinhos da rua, depois da rua de trás, depois do bairro e sucessivamente alargando e crescendo nosso olhar e nossa solidariedade.

Em meio ao caos, quando temos o que comer, precisamos aprender a dividir e doar.

É preciso parar de focar somente no caos e arregaçar as mangas para procurar quem está necessitando de ajuda.

Um pacote de arroz, de feijão, um litro de leite que sobra hoje para nós pode estar fazendo falta para alguém bem do nosso lado.

Meses difíceis virão e somente a solidariedade nos unirá.

Se fechar em si, estocando alimentos, voltando nosso olhar apenas para dentro de nosso lar nos afasta da multidão, não apenas fisicamente, mas fraternalmente também. É chegada a hora de darmos o nosso testemunho de fé, solidariedade e fraternidade.

Em meio ao caos, aprende a enxergar, aprende a doar.

 

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA