Quando o equilíbrio se faz necessário!


Por: Rita Ramos Cordeiro

É fato que vivemos dias preocupantes e incertos e inevitavelmente o medo do futuro nos ronda constantemente. Mas até quando este medo e ansiedade é saudável para nossa alma, mente e corpo?

Nem tudo está a nosso alcance controlar e justamente por isso o medo do desconhecido aflora por não estar sob nosso controle.

São situações que mexem com nossa mente e até com nosso psiquismo se não aprendermos a controlar a ansiedade.

 

Nos tornamos reféns de nossos próprios pensamentos que criam projeções mentais de situações que ainda nem aconteceram.
Sofremos por antecipação por algo que nem sabemos se vai acontecer.

Quando chegamos nesta situação precisamos ligar o sinal de alerta para tentar entender tantas preocupações que surgiram. Se assim não fizermos viveremos reféns do medo, tornando a ansiedade em algum tipo de desarranjo emocional ou até mesmo uma fobia social.

É o momento de parar e analisar o que estamos fazendo de nossas vidas.

Se preocupar com o futuro e com o que nos rodeia é importante desde que isso não se torne uma fixação em nossas vidas.

A vida não pára, ela segue independente de nossos problemas e dificuldades. Somos nós que precisamos nos adequar ao seu movimento constante.

Resolver problemas, levantar bandeiras, lutar por um ideal faz parte do presente para melhorar o futuro. Porém, é necessário viver um dia de cada vez, sem preocupações excessivas, procurando resolver um problema por vez, sem afobação e desespero, evitando sofrer por antecipação, deixando o futuro para resolver quando ele chegar.

Viva como se não existisse o amanhã, pois o futuro, só a Deus pertence!

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA