Por: Rita Ramos Cordeiro

A verdade de alguns pode não ser a verdade de todos.

A escolha de vida de muitos não deve ser uma imposição para a vida de todos.

Cada ser humano enxerga a vida de forma diferente e colherá os frutos pela boa ou má escolha que fizer de sua vida.

 

Escolhas e caminhos de vida devem ser respeitados mesmo que não esteja de acordo como a nossa forma de vivenciar a vida e só devemos intervir quando estas escolhas forem prejudiciais ao próximo.

O que é certo e errado para alguns pode não ser para todos.

As opiniões e divergências são salutares até o ponto em que se impera o respeito e compreensão.

A violência, agressividade e subterfúgios como mentiras para impor um ponto de vista que é apenas de alguns e não de todos, não deve fazer parte de nossas vidas.

Quando mesmo assim a dúvida sobre o que é correto ou não se infiltrar em nossos corações, não existe melhor resposta do que se colocar no lugar do outro e tratá-lo exatamente como gostaríamos de ser tratado: com amor, gentileza, respeito, compreensão e justiça.

E mesmo quando tudo parecer estar de ponta cabeça e sem solução, lembremos que não caí uma única folha sem a permissão divina e o amparo do Pai se faz presente em todos os momentos, mesmo sem percebermos.

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA