O que ainda não fizemos?



O tempo todo tomamos conhecimento de tragédias, calamidades, crueldades, violência, corrupção, preconceito e não conseguimos entender o que se passa pelo mundo.

Nestes momentos muitas perguntas passam por nossa cabeça.

O que está acontecendo com o mundo? Quando isso vai acabar? Por que de tudo isso?

É natural nos fazermos tantas perguntas, tentando encontrar uma resposta e uma solução para tanta coisa ruim, mas esquecemos de nos fazer uma pergunta bem básica:

O que ainda não fizemos para mudar tudo isso?

Acreditar que somos uma gotinha no oceano para mudar o mundo é a realidade mais pura e com certeza não podemos impedir que as pessoas utilizem o livre arbítrio insensatamente para machucar ou maltratar alguém, mas podemos tentar mudar a vibração tão negativa que se encontra pelo mundo.

Somos os co-responsáveis de tudo o que de ruim acontece a nossa volta, pois vibramos ondas de ódio, revolta, pessimismo e negativismo pelo Universo, que simplesmente suga nossas energias, redirecionando-as primeiramente para as almas invigilantes.

Existe apenas dois grupos no mundo, os que desejam a paz e os que não desejam a paz.

Naturalmente diremos que estamos no grupo dos que desejam ver a paz no mundo, mas aí esquecemos que não contribuímos para ter esta paz, quando somos testados em inúmeras situações.
Como vamos querer a paz no mundo quando ainda usamos o olho por olho em nosso dia a dia? Quando desejamos combater violência com mais violência?

Responsabilizar culpados ou infratores por seus crimes é imprescindível e faz parte da lei e da justiça, mas desejar que eles tenham o mesmo fim de suas vítimas, é ser vingativo e rancoroso e isso não é desejar a paz no mundo.

Quando o nosso ódio, ressentimento e revolta é tão palpável quanto o ar que respiramos, além de estarmos ensinando este mesmo caminho a nossos filhos, estamos deixando que o Universo capte nossos mais verdadeiros sentimentos. E quem pode dizer com toda a sinceridade que isso é desejar a paz no mundo?

Para desejar a paz no mundo é necessário começar pela paz em nossos corações.

Se ainda não sabemos perdoar, fica difícil acreditar que desejamos isso. E quanto é difícil perdoar.....

E como é difícil mudar!!! Mas então o que fazer pela paz no mundo se ainda não a temos dentro de nós?

Comecemos por acrescentar mais uma pergunta às nossas indagações quando nos sentirmos chocados pelas atrocidades do mundo

O que ainda não fizemos para ter a paz que buscamos? Esta auto análise com certeza não vai trazer a paz no mundo, mas vai fazer nascer dentro de nós a sementinha para a mudança que necessitamos realizar para ajudar a trazer a paz que desejamos ao mundo e com certeza estaremos vibrando mais amor, mais compreensão, mais humanidade

E aí com certeza o Universo vai começar a atrair estes bons sentimentos e boas vibrações para espalhar pelo mundo...

Somente assim deixaremos de ser co-autores do mal que ronda nosso tão amado planeta e poderemos dizer com certeza a qual grupo pertencemos no mundo!!

Por: Rita Ramos Cordeiro

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA