Vencendo o mal que habita em nós

 

O bem e o mal sempre existirão

As pessoas negativas, desanimadas e derrotistas sempre existirão também.

Pessoas maldosas, invejosas e maledicentes fazem parte do mundo.

Muitas vezes nós mesmos sem perceber somos estas pessoas.

Por invigilância, deixamos cair o véu da insensatez. Assim é o mundo, repleto de pessoas imperfeitas.

Mas chega uma hora que é necessário dar um basta em nossas más inclinações para procurar caminhar pelo bom caminho.

Nem sempre é fácil e quando geralmente estamos empenhados em seguir em frente é que aparecem as provas que nos farão titubear.

Isso é natural nesta terra de provas e expiações, afinal estamos passando para um mundo de regeneração, onde cada dia mais seremos testados em nossas imperfeições, nossas falhas e nosso ponto fraco.

Algumas pessoas são mais fortes e enfrentam todas as tempestades bravamente.

Outras pessoas já com mais dificuldades escorregam várias vezes no caminho, mas sempre recebem o amparo divino e tem mão abençoada a reerguê-los, para perseverar no caminho.

O fato é que precisamos reagir ao mal sem nos envolver com ele.

E como fazer isso? Não permitindo que o negativismo, o desânimo, a raiva, o ódio e todos os sentimentos menores tomem contam de nosso coração.

O vigiar e orar deve ser constante!

Difícil tarefa que as vezes merece medidas extremas! Se é difícil não se contaminar com tanto negativismo nos dias de hoje e nossa força interior parece não bastar para isso, as vezes só precisamos mudar de sintonia!

Mudar de canal, ou seja, nos afastar do que nos faz mal, para dar tempo à alma de se fortalecer!

Elaborar um tempo para se recriar, se perdoar, se auto-amar novamente é necessário para seguir em frente.

Se não cuidarmos primeiramente de nosso espírito, não teremos condições e forças para cuidar de mais ninguém...

 

Por: Rita Ramos Cordeiro

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA