Momentos difíceis vivemos atualmente no mundo todo.
Guerras, mortes, famílias abandonando seus lares em busca de um lugar seguro onde possam morar sem o medo da guerra.

Milhares de famílias morrendo sem ter o que comer...
Terrorismo pelo mundo todo, tirando a tranquilidade e paz das pessoas...
Epidemias surgindo sem ter uma cura e sem saber de onde veio...

No Brasil, também passamos nossa parcela de dificuldade, já que não devemos medir o sofrimento e dor de ninguém.

É a fome, a violência em muitos lugares do país, a falta de água que também já chegou a muitas cidades e muitas e muitas famílias sem casa devido a ganância do ser humano.
O desemprego aumentou desproporcionalmente e a situação política de nosso país que antes nos trazia grandes preocupações, atingiu o auge da crise.

Nosso país está sem rumo e estamos vivendo um momento de desunião quando deveríamos estar unidos.
Cada um tem sua própria opinião e isso é normal. O que não é normal é este ódio e estas ofensas que vemos por todo o país, pela mídia e pelas redes sociais.

E para piorar, uma onda de medo e de incerteza do futuro tomou conta de todos, deixando todos vulneráveis e inseguros.E aqui fica a pergunta que não quer calar:

Onde estamos nós no momento da crise?
Desempregado, tentando arrumar um meio de sustentar a família?
Ou empregado, porém receoso, mas tentando economizar tudo o que pode para viver o momento da melhor forma possível?

Quem é você nesta situação toda em que o país e o mundo vive momentos de incertezas e preocupações?
O avestruz que enterra a cabeça na terra e espera o momento difícil passar ou os caranguejos de nossa ilustração que se unem e se protegem num momento de dificuldade?

Podemos sim viver momentos muito difíceis inclusive dentro da nossa família, mas isso não nos impossibilita de auxiliar quem passa por dificuldade maior que nós.

Dizem no meio espírita que no futuro o Brasil será o celeiro do mundo e a pátria do Evangelho.
Será que este futuro já não chegou e o Pai da vida nos chama para que possamos dar nosso testemunho?
Como poderemos ser o celeiro do mundo e a pátria do Evangelho se não começarmos auxiliando nossos próprios irmãos e compatriotas?

Quantas e quantas famílias desempregadas que não tem o que comer e muitos de nós, graças ao bom Pai, ainda temos a mesa farta?

Chegou o Natal, um mês onde normalmente estamos mais reflexivos e por conta de toda esta situação que passamos, deveríamos estar muito mais.

Ao invés de nos perguntarmos o que será de nosso futuro, seria importante arregaçarmos as mangas para cuidarmos de nosso presente e olharmos a nossa volta para ver quem está necessitando de auxílio num momento tão difícil.

É o momento de se perguntar, o que podemos fazer para melhorar a situação de quem está passando por grande dificuldade.

É o momento de darmos nosso testemunho do quanto Deus é bom para nós e unirmos nossas forças em prol daqueles que não tem na sua mesa o que temos na nossa.

Não é momento para medos, incertezas, dúvidas, inseguranças! É momento para determinação, coragem, força e união!!

E você o que está fazendo no momento da crise?
Pense nisso assistindo este lindo vídeo https://www.youtube.com/watch?v=i3I5X_piscg

Por: Rita Ramos Cordeiro

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA