Por: Rita Ramos Cordeiro 

É comum em nosso dia a dia, mudanças de humor que muitas vezes desestabilizam as emoções.

Sentimentos de tristeza, raiva, ódio, medo são normais desde que procuremos analisar estas emoções para que não façam parte de nossa vida de relação.

Na maioria das vezes, ao se vivenciar estas emoções são ditas palavras que em situações normais não seriam sequer pensadas.

Atitudes são irrefletidamente tomadas por impulso sem ter o discernimento de sentir, pensar e agir.

Sentimentos como mágoa, orgulho e ressentimento chegam primeiro ao coração, gerando dificuldade de autocontrole interno.

O fato é que muitas vezes são desfeitos laços de amizade conjugal ou parental de difícil solução.

O orgulho se faz presente, fazendo com que o ódio, a mágoa e ressentimento se instalem em nossas vidas, nos afastando das pessoas que amamos.

É importante lembrar, que seja qual for o momento vivido ou a prova por qual passamos, jamais somos desemparados pela Providência Divina.

São nestes momentos que nossos anjos guardiões procuram nos intuir, sussurrando palavras de amor e consolo.

São nestes momentos que a oração nos indica a luz no final do túnel.

Nos ligando ao Pai da Vida, confiando que tudo é passageiro, e um aprendizado para nosso espírito, fará com que os problemas se apresentem mais fáceis de serem resolvidos.

A fé se fará presente envolvendo nosso coração, permitindo que enfrentemos as provas do caminho com a certeza de que venceremos.

Deus não nos dá um fardo maior do que podemos carregar. Se o que vivenciamos nos parece sem solução, para Deus é apenas uma oportunidade de crescimento para nossa evolução.

Oportunidade esta que todos temos condições de enfrentar e vencer.

Entregando-se nos braços do Pai, na certeza de que Ele vela por nós nos tranquiliza a alma, dando a serenidade e paciência necessária para enfrentarmos as pedras do caminho, na confiança de que tudo passa.

 

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA