Amar a si mesmo para aprender amar ao próximo

 
Por: Rita Ramos Cordeiro
 
Tristezas, frustrações, decepções, expectativas, são alguns dos sentimentos que o ser humano carrega dentro de si.
 
São ervas daninhas que crescem em nosso interior, tomando-nos forças, sonhos, coragem e determinação.
 
Entregamos nossos sonhos, felicidade e expectativas nas mãos de quem amamos, esperando que nos façam felizes e nos realizem como ser humano.
 

Continue Lendo

Ódio, amor, perdão, e a busca pela paz interior

Por: Rita Ramos Cordeiro

Nos dias atuais, as palavras: ódio, amor e perdão ainda não são totalmente bem assimiladas pelo ser humano.

O ódio, este sentimento mundano é mais comum do que imaginamos.

As pessoas ocultam este sentimento, guardam-no dentro do coração, inflamando sentimentos criando mágoas e ressentimentos.

Continue Lendo

Dando valor a vida

Por: Rita Ramos Cordeiro

Só damos valor a vida quando perdemos alguém para a vida ou para a morte...

Sô damos valor ao nosso corpo quando somos visitados por alguma doença ou problema físico..

Sô aprendemos a amar quando necessitamos deste amor...

Só buscamos a felicidade quando estamos tristes...

Será mais simples viver e ser feliz quando entendermos que estamos aqui nesta Terra só de passagem...

Quando entendermos que a morte não é o fim, mas é o retorno à verdadeira vida...

Continue Lendo

Conhece te a ti mesmo

Por: Rita Ramos Cordeiro 

Em muitas situações ficamos a observar as pessoas ao nosso redor.

Pessoas alegres, sorridentes, de bem com a vida.

Outras pessoas, que muitas vezes consideramos mais evoluídas, sensatas, de grande sabedoria, por trazerem palavras de consolo em momentos que mais necessitamos.

Em outras situações vemos pessoas não tão evoluídas assim, que por suas atitudes, palavras e ações, podem machucar alguém.

Outras vezes, vemos pessoas que sofrem e mudam de emoções constantemente, se tornando pessoas tristes e angustiadas.

Mesmos sem percebermos, a primeira coisa que fazemos é julgar cada uma destas pessoas.

Continue Lendo

Como manter um relacionamento duradouro

Esta pergunta está presente em todos os círculos da sociedade.

Os relacionamentos, seja de qual tipo for, se rompem com a maior facilidade.

O ser humano se ressente e se magoa a qualquer contrariedade e situação.

Se decepciona com quem ama e muitas vezes, o que era um bonito relacionamento é destruído por dores, sofrimentos que muitas vezes custam a ser esquecidos.

O Amor que existia se transforma em ódio, desprezo, aversão, etc.

O fato é que, apesar de mágoas, ressentimentos e todas as revezes de sentimentos que passam pela vida, o verdadeiro Amor resiste a tudo.

Nos momentos difíceis não é lembrado deste abençoado sentimento e muitas vezes, acha-se que perdeu-se a capacidade de amar.

Continue Lendo

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA