A caridade deve ser anônima do contrário é vaidade

Por: Rita Ramos Cordeiro

Disse Jesus: “Não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita.” e esta bela frase nos ensina que não devemos ostentar o bem que realizamos ao próximo, que devemos fazê-lo sem esperar nada em troca.

Esta verdade irrefutável nos faz lembrar que existem pessoas que praticam a caridade em benefício próprio para levar vantagem na promoção realizada.

Em dias tão conturbados como os de hoje os valores foram trocados, e o foco geral se centralizou na violência, corrupção, maldade, entre outros, e com isso a negatividade do que pensamos e compartilhamos atravessa o Universo, que nos devolve em dobro. E o bem, que deveria ser algo natural, aparentemente se torna raro.

Para ajudar a divulgar o bem muitas pessoas que são as chamadas formadoras de opinião que tem grande carisma,  que através de palavras e ações encantam, e atraem pessoas próximas para si, emprestam sua imagem na divulgação do bem.

São personalidades públicas, como Lady Diana, Angelina Jolie, e outros menos conhecidos que fazem parte de nosso dia a dia bem próximo a nós, em nosso bairro ou comunidade.

São pessoas que lutam por uma causa benemérita ou promovem um objetivo maior e coletivo. Não são perfeitas, são pessoas como qualquer um de nós que se esforçam em vencer suas más tendências procurando auxiliar o próximo.

Na atual situação evolutiva que vivemos temos o hábito de fazer julgamentos pré-concebidos formando opiniões sem conhecer a fundo quem apontamos o dedo.

A Espiritualidade Maior em sua infinita sabedoria analisa o conjunto completo do ser humano, e não apenas seu exterior. Conhece a fundo a essência de sua criação, e quando vê o bem no conjunto da obra, movimenta energias que são encaminhadas pelo Universo para colaborar com sua boa vontade e sinceridade. E aqui podemos utilizar esta frase para exemplificar: “Quando o trabalhador está pronto o trabalho aparece”.

E quanto há trabalho para ser desenvolvido e praticado para o bem! Acostumados a ficar em nossa zona de conforto envolvidos em nossos próprios problemas, não perceba a infinidade de trabalho a ser feito.

Alguns tarefeiros de Jesus tem a tarefa de trabalhar anonimamente, outros aparecem na linha de frente das causas humanitárias colaborando na divulgação do bem.

Já outros tarefeiros trabalham em grupo, e formam Instituições sem fins lucrativos pensando apenas em auxiliar o próximo, sendo em sua grande na maioria, de trabalho e trabalhadores que desconhecemos.

Continue Lendo

Tire a tristeza do coração

Por: Rita Ramos Cordeiro 

Enquanto não se desligar dos pensamentos negativos e do desânimo, a tristeza permanecerá em teu coração como uma erva daninha.

O mundo a sua volta perderá o brilho e por nada mais valerá a pena lutar.

A vida não fará mais sentido e a escuridão se fará cada vez mais presente.

Continue Lendo

Amor, um sentimento eterno

 

Por: Rita Ramos Cordeiro 

Muitos tem dificuldade de amar ou então demonstrar este sentimento tão belo, de um abraço terno e sincero...

Muitos não conseguem sorrir com os lábios e com os olhos, se desculpar ou corrigir um erro cometido...

Assim, muitos passam a vida, deixando tudo para depois, deixando que a vida e o tempo a tudo consertem.

Continue Lendo

Tempo de colher atitudes

Por: Rita Ramos Cordeiro 

São extremamente tristes as notícias que estão sendo veiculadas pela mídia e redes sociais nos últimos dias.

Como sempre, nos entristecemos e nos chocamos com o que acontece pelo nosso Brasil e pelo mundo, nos revoltamos e culpamos os responsáveis pela situação calamitosa.

É realmente muito triste, e se pudermos fazer algo para ajudar, seria extremamente importante!

Continue Lendo

Uma palavra de amor

Por: Rita Ramos Cordeiro 

Temos também o hábito da maledicência, rotulando e julgando as pessoas pelas nossas opiniões próprias ou divulgando opiniões alheias sem a devida verificação dos fatos.

Criamos e improvisamos palavras contra nosso semelhante que se alastram rapidamente.

Continue Lendo

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA