Domingo, 17 Março 2019 17:21

Quando o amor é mais forte



Por: Rita Ramos Cordeiro

Quando machucado o coração sangra, forma feridas profundas na alma. Se despedaça levando-nos acreditar que os pedacinhos jamais vão se juntar como antes.

Este é o grande erro daqueles que ainda sofrem e sentem a dor latejante e pulsante no coração e na alma e nada que se diga fará colar os pedacinhos novamente neste momento.

Mas não é bem assim que acontece para aqueles que verdadeiramente amam.

 

Com o tempo, com a reflexão, o coração aos poucos deixa de sangrar, as feridas começam a fechar e os pedacinhos começam a se juntar novamente.

Já a confiança é uma via de mão dupla e para que voltemos a confiar é preciso que se cure toda a dor primeiro e isso leva tempo.

É preciso amadurecer a alma daquele que sofre e daquele que faz sofrer. Isso leva tempo, persistência, paciência, coragem e principalmente fazer renascer o amor que apenas adormeceu.

Com o tempo as pessoas aprendem com o que a vida nos traz, aprendem pela dor e o endurecimento da alma, aos poucos descongela o coração.

Neste momento o Universo nos dá uma nova oportunidade de reconciliação, quando colocamos a prova todo o aprendizado adquirido ao longo do tempo.

É o momento de perdoar e voltar a despertar aquele amor que nunca acabou.

Cabe a nós aceitar o convite que a vida nos oferece, de voltar a amar ou recusar o convite.

Para não deixar passar este momento tão precioso é preciso treinar o coração desde lá de trás, procurando aprender a aceitar as pessoas como são, mas cientes que um dia todos mudam, pois ninguém permanece em erro para sempre.

Neste momento aprendemos que as pessoas erram, falham, machucam, magoam, mas quando o verdadeiro amor transborda do peito, não nos apegamos aos defeitos e imperfeições, nos apegamos apenas no sentimento de amar.

É neste momento que também crescemos e estamos preparados finalmente para a aceitar o convite que a vida nos oferece, de seguir em frente, amando sem exigir nada em troca.

Cadastre-se em nosso informativo

CAPTCHA